Somos eternos pedintes como sempre proferia em suas preces uma amiga com a qual aprendi muito espiritualmente. De fato quando “o calo aperta” ou “as coisas se complicam” como muitos dizem, lembramo-nos de Deus e passamos então a pedir em forma de orações.

            Para nós, qualquer acontecimento que fuja a rotina e nos atinja é motivo de abalo, e constatamos que somos muito frágeis, tanto no que diz respeito ao emocional como ao físico. 

Leia mais