Esbelta crescera a amendoeira, grandes e lindas eram suas folhas e, vaidosa, ela contemplava seus galhos. 

Certo dia, pousou sobre a amendoeira um pica- pau. Encostou seu ouvido na casca da árvore, e ouviu o ruído de muitos pequenos carunchos. Martelou um buraco no tronco, retirou os carunchos e os comeu.

A amendoeira indignou-se. Ela gostava quando papagaios coloridos descansavam sobre ela, e amava os cucos que gritavam em seus galhos. O passarinho, porém, que lhe picava um buraco na casca, ela não o queria suportar.

Leia mais