Qualquer fato em nossa vida, mesmo extremamente justificado, se entrarmos em “Abatimento”, “Desânimo”, ou seja “Revolta”, Ressentimento, acontecem 2 fatos, que é a “Lei de Ação e Reação” ou “Causas e Efeitos”, entra em Ação!

1) Fecha toda Ajuda do Alto!
2) Entramos em uma faixa vibratória, tão baixa, que tudo de ruim acontece!

Com o mesmo fato, se “Agradecermos”, dizendo: “Obrigado Senhor”, por provar-me, se realmente acredito na sua Bondade, na sua Misericórdia e no seu Poder, também sucede dois fatos:

1) O Universo todinho, pára a dar-nos passagem (enquanto os cães ladram, a caravana passa)!
2) Entramos em um faixa vibratória, tão alta, que nada de mal, pode nos acontecer!

Quem aceita a “adoção” sem exigir, consegue mais fácil.

Um coração agradecido é um coração mais feliz. Pessoas que desenvolvem a capacidade de reconhecer as Bênçãos de Deus são mais satisfeitas do que aquelas que não o percebem em suas vidas.

Pessoas que costumam expressar Gratidão umas as outras são mais amáveis e naturalmente mais amadas.

A revolta sempre estará presente, se assim quisermos. Nos noticiários: jornais, revistas, TVs. Nas ruas, nas famílias.

Achamos que tudo o que não concordamos é digno de revolta. Quantos de nós passam horas reclamando e, assim, tornando-se seres humanos chatos, negativistas, mal humorados, o que acaba em um ciclo vicioso: a revolta e a incapacidade de modificar.

A revolta na visão espírita não deve existir. Isto não quer dizer que espíritas devem concordar, compreender e aceitar todas as situações de provas no mundo. Todos os seres humanos indignam-se ao ver alguma situação que desafia o seu bem-estar: fome, violência, injustiça etc.

A visão negativista não deve imperar sobre a visão espírita consciente: aquela que explica, que ajuda, que doa. Temos conhecimentos das provas pelas quais o Homem poderá passar na Terra.

Permaneçamos fortes e convictos na visão espírita consciente e lógica, pois Deus olha e guia nossos passos, mais uma vez, se assim quisermos.

Em verdade, vos digo: aqueles que carregam seus fardos e que assistem seus irmãos são meus bem-amados; instruí-vos na preciosa doutrina que dissipa o erro das revoltas, e que vos ensina o objetivo sublime da prova humana. Como o vento varre a poeira, que o sopro dos espíritos dissipe os vossos ciúmes contra os ricos do mundo que, frequentemente, são muito miseráveis, porque suas provas são mais perigosas que as vossas.

Eu estou convosco, e meu apóstolo vos ensina. Bebei da fonte viva do amor e preparai-vos, cativos da vida, para vos lançar um dia livres e alegres no seio d’Aquele que vos criou fracos para vos tornar perfectíveis, e que quer que vós mesmos trabalheis vossa maleável argila, a fim de serdes os artífices da vossa imortalidade. (O ESPÍRITO DA VERDADE, Paris, 1861).

Postado por Ana maria Teodoro massuci, em 09/05/19, na Rede Espirit Book.