Você, que é enfermeira, 

ame os doentes que a procuram

e que lhe foram confiados, 

como se fossem seus próprios filhos e irmãos.

Sua missão é grandiosa e sublime,

embora difícil e espinhosa.

Não se irrite jamais!

Os enfermos são exigentes,

porque sentem mais necessidade de carinho

do que as pessoas sadias.

Seu carinho lhes apressará a cura, 

mais do que qualquer outro remédio.

 

Carlos Torres Pastorino