https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2019/01/01/na-posse-bolsonaro-elege-ideologia-dos-outros-a-inimiga-de-seu-governo/?cmpid=copiaecolaTendo como referência seus dois discursos de posse, no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto, nesta terça (1), o presidente Jair Bolsonaro confirmou que vê a “ideologia” como o grande problema e a inimiga do país. Apareceu com mais frequência que o desemprego ou o caos na saúde. No primeiro, usou ideologia e suas variantes na mesma quantidade de vezes que a palavra “Deus” – com a diferença que, em dois momentos, o divino foi incluído não por mérito próprio, mas como parte do lema de campanha do novo presidente. Bolsonaro convocou os congressistas para libertar a pátria da “submissão ideológica”. Disse que vai combater a “ideologia de gênero” e que o Brasil voltará a ser “um ….

 

Nosso comentário: afinal não sou só eu que teço comentários desfavoráveis ao senhor presidente. Veja através do link acima a excelente interpretação dos discursos do presidente pelo senhor Sakamoto de seu blog. 

Além do mais caro Sakamoto, destaca-se a leviandade com que é invocado o santo nome de Deus. Este presidente fala em Deus, como se fosse o seu irmão ou vizinho mais afamado. 

Fala em Deus e simultaneamente em violência para defender as pessoas de bem. Então para o Deus dele existem várias castas de homens, enquanto para o Deus único isso não subsiste. 

Então, quanta demagogia e equívocos ao mencionar o nome de Deus, que deve estar acima de toda a arrogância do homem. Mas leiam o comentário do Sakamoto no link do comentário do senhor Sakamoto. Vale a pena conferir.

Alberto Maçorano

 

Posts Relacionados