Devo ainda assinalar-vos outra tática dos nossos adversários, a de procurar comprometer os espíritas, induzindo-os a se afastarem do verdadeiro objetivo da doutrina, que é o da moral, para abordarem questões que não são de sua alçada e que, a justo título, poderiam despertar suscetibilidades e desconfianças. 

Não vos deixeis cair nessa armadilha; afastai cuidadosamente de vossas reuniões tudo quando se refere à política e a questões irritantes; a tal respeito, as discussões apenas suscitarão embaraços, enquanto ninguém terá nada a objetar à moral, quanto esta for boa.

O que se pode dizer de alguns espíritas que, a pretexto de seguirem modas políticas atuais, falam em nome da doutrina e pretendem arrastar todo o movimento para dentro de discussões que não lhes dizem respeito? Certamente muito poderia ser escrito. A nós, porém, basta o que escreveu o próprio Allan Kardec em quem muitos desses espíritas “politizados” pretendem se escorar. E o que disse ele? Uma rápida pesquisa na herança escrita de Kardec é suficiente para resgatar o ponto de vista do Codificador sobre assuntos paralelos promovidos por aqueles de seu tempo que fizeram a mesma coisa.

Saiba mais acessando o blog “Era do Espírito”:

https://eradoespirito.blogspot.com/2018/04/kardec-sobre-reformas-so…

Postado por Ademir Xavier, em 10/06/18, na Rede Espirit Book.