Trechos da transmissão ao vivo realizada pelo presidente Jair Bolsonaro ao lado do filho Eduardo em Washington, na segunda, 18, voltaram a ganhar repercussão nesta quinta, 21. Internautas destacaram o momento em que o presidente cita um suposto estudo feito pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra.

O estudo, de acordo com o presidente, mostraria que crianças de 0 a 3 anos, filhos de beneficiários do Bolsa Família, teriam “desenvolvimento intelectual” em média 1/3 mais lento que a média mundial. No vídeo, Bolsonaro não dá mais detalhes sobre o estudo. O Estado solicitou informações à pasta de Osmar Terra na manhã desta quinta, mas ainda não obteve retorno.

“Um dado inacreditável: nosso ministro da Cidadania fez um levantamento de 3 mil famílias que recebem Bolsa Família. Pegou a garotada de zero a três anos. Essa garotada foi acompanhada por um tempo. Chegou-se à conclusão que o desenvolvimento intelectual dessa garotada, filhos de Bolsa Família, equivalia a 1/3 da média mundial”, diz Bolsonaro.

Para ele, “é difícil” que essas crianças tenham uma boa formação se tornem um bom profissional. “Realmente, fica até difícil até com boas escolas fazer com que essa garotada, que começa errado lá atrás, tenha capacidade de fazer uma boa escola, uma boa universidade e ser um bom profissional lá na frente. São os problemas, as heranças que temos por aí e temos que começar a mudar.”

Matheus Lara – Estadão

 

 

Nosso comentário: estamos bem servidos de presidentes… É difícil acreditar que um cidadão que ocupa a presidência da República tenha a coragem de emitir um pensamento tão desequilibrado e sem qualquer fundamento. E ainda se diz, ou se julga, que foi escolhido por Deus para ser presidente. Se isso fosse verdade, Deus deixaria de ser Deus…

Alberto Maçorano