Na terça-feira, 19, a revista VEJA divulgou áudios de mensagens trocadas entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o, agora, ex-ministro Gustavo Bebianno, via WhatsApp. 

Neles, o líder do executivo reclamou de um encontro marcado entre Bebianno e o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet Camargo.

No “Jornal Nacional”, o apresentador Willian Bonner afirmou que o encontro entre Tonet e o ex-ministro constava da agenda pública de Bebianno, divulgada na internet. “As visitas dos diretores do Grupo Globo a autoridades de diferentes poderes, servidores públicos, executivos de empresas e representantes da sociedade civil são rotineiras. E, nesse aspecto, o Grupo Globo não se diferencia de outros grupos empresariais que pretendam ouvir todas as vozes de uma sociedade livre, de forma transparente e com uma agenda pública, mantendo relações republicanas”, diz a nota da TV Globo lida ao vivo pelo âncora do telejornal.

Bolsonaro diz no áudio que a Globo é inimiga e que o contato com a emissora deve ser restrito. “Gustavo, o que eu acho desse cara da Globo dentro do Palácio do Planalto: eu não quero ele aí dentro. Qual a mensagem que vai dar para as outras emissoras? Que nós estamos se aproximando da Globo. Então não dá para ter esse tipo de relacionamento. Agora… Inimigo passivo, sim. Agora… Trazer o inimigo para dentro de casa é outra história”, disse o presidente. O trecho foi exibido no ‘Jornal Nacional’ de terça.

O comunicado da emissora ainda diz que “o Grupo Globo considera que não tem nem cultiva inimigos. A própria natureza de sua atividade jamais permitiria qualquer postura em contrário. Hoje, como sempre, sua missão é levar ao público jornalismo independente, dando transparência a tudo o que é relevante ao país, e entretenimento de qualidade. O Grupo Globo continuará a trabalhar nessa mesma direção”.

Nosso comentário: é incrível como um senhor Presidente da República desce tão baixo para se envolver questiúnculas de mídia, num país dito democrata e dizendo publicamente que é o presidente de todos os brasileiros e nos bastidores diz o que lhe vai na alma, contra todos os princípios democráticos…

Sem mais comentários…

Alberto Maçorano