https://www.facebook.com/Conversa.Afiada.Oficial/
videos/2254521571473790/?t=1501
Vale a pena conferir considerações esparsas no cenário das eleições…

Laísa Emanuelle está com Joana Abranches e outras 27 pessoas.

Em 8 de dezembro de 2015 eu recebei essa mensagem, às véspera do início do processo de impeachment da Dilma e cada dia ela faz mais sentido

———————————————————————————–

Caminhamos confiantes, meus filhos, porque a hora ressoa. E no ressoar da hora, as lutas se multiplicam para que tudo que estava oculto venha a lume e o poder do amor possa regenerar.

Tenhamos fé. Mas, não uma fé passiva e sim aquela que conclama para hora da ação.

Não nos percamos nas ondas de descrença e desesperança que se alastram. Sejamos meus irmãos, a sustentação da luz nesses dias.

Somos conclamados a sermos o testemunho da esperança viva na face da Terra. Somos convocados a sustentar a aurora de luz. Assim, tenhamos a brandura evangélica e a bravura daqueles que são chamados a não esmorecer frente a hora, e sermos a presença de Jesus no coração dos homens. Eis que o Divino Amigo permanece conosco, não o abandonemos.

De vosso irmão que muito vos ama.

Bezerra de Menezes

Joana Abranches Obrigada pelo seu testemunho, meu amigo Alberto Adriano Maçorano Cardoso!!!… altamente corajoso e esclarecedor!!!… o momento é grave e precisamos nos posicionar enquanto cidadãos e espíritas cristãos. Oremos pelo Brasil, porque agora a sorte está lançada!!!. Grande abraço!!

Nos anos 70, lá em Cachoeiro, eu me lembro do meu avô Nero, espírita, já idoso, percorrendo a cidade debaixo de sol para distribuir panfletos da campanha do desarmamento infantil. A publicação alertava os pais para não darem armas de brinquedo aos filhos a fim de não incentivar a violência. O título da publicação era o slogan “HOJE MOCINHO, AMANHÃ BANDIDO.” Bons tempos aqueles em que os espíritas eram instrumentos da cultura da paz… hoje, tristemente, 33% vota em quem prega que uma criança de 5 anos deve saber atirar. Rola no túmulo, Kardec!!!!

É por essas e outras que ser espírita e votar em Bolsonaro são coisas totalmente incompatíveis… 

 

A imagem pode conter: planta, flor, texto e natureza

AO QUE TUDO INDICA, NEM DIVALDO, NEM ALGUNS (MUITOS) ESPÍRITAS, ESTÃO ATENTOS AOS ALERTAS DA ESPIRITUALIDADE… LEIAM E COMPARTILHEM

Divaldo Pereira Franco foi alertado, em 1989, pelo Dr.Bezerra de Menezes acerca dos perigos do armamentismo e da indústria das armas. Notem que para Divaldo, o período negro da supressão de direitos democráticos do Brasil não foi ditadura, e sim “revolução”, mesmo assim, a resposta de Bezerra não deixa deixou a menor dúvida. Prestem atenção no diálogo:

DIVALDO RELATA – Na época da Revolução (*ditadura militar), quando constatei que o Brasil naquele momento era o quinto maior exportador de armas defensivas – que são armas assassinas da mesma forma – fiquei muito chocado. Então, perguntei ao Dr. Bezerra de Menezes, Espírito:

– Como explicar a missão histórica do Brasil, se nós exportamos armas? E o carma que iríamos gerar?

Dr. Bezerra respondeu:
– Você votou nas autoridades que hoje administram o País?

– Não, Senhor!

– Então, o carma não é do Brasil. É dos indivíduos que tomaram o poder e levaram o País à indústria da morte. *Quando você votar e o País tomar rumo, então você é o responsável, porque o rumo que o País seguir será o resultado do homem que você escolheu* _(grifos nossos)_. Se você escolheu porque tinha interesses pessoais e não os interesses da comunidade, você responderá pelo carma histórico e coletivo que virá.”

_Fonte: Revista Presença Espírita, Salvador – Maio 1989 – No. 152_ (Via Izaias Lobo Lannes)

 

Tô na fila, alguns não consigo !

Posted by Idelcy Maria de Andrade on Tuesday, November 6, 2018

Vai vendo…

Posted by Joana Abranches on Tuesday, November 6, 2018

Posts Relacionados