Caridade, estrela luminosa a indicar o caminho redentor para todos aqueles que se curvam com humildade ao imperativo do amor ao próximo.

Caridade para com a criança abandonada, que sofrida enlanguesce de fome e de frio, desnutrida, descalça e faminta, vivendo por aí soterrada nas múltiplas dificuldades que lhe abatem a estima, lhe fazendo enxergar pela frente tão somente horizontes de penúria e desvalimento.

Caridade para com todas as mães que lutam e choram vivendo diariamente em desespero pleno, ao vislumbrar sua prole clamando por socorro e vivendo em estado de completo desvalimento. Todos lhe exigindo esforços redobrados, amparo, proteção, e se possível um naco de pão que venha lhes mitigar a fome.

Caridade para com o velho que extenuado pelas lutas já vividas, hoje fraco, cansado e alquebrado, alimentando-se tão somente das recordações, sorvendo dia após dia os cálices amargos do abandono, do esquecimento e do desprezo.

Caridade para com todos aqueles que passam os seus dias a deambular por entre os espinheiros das dificuldades mais imediatas, aprofundando-se pouco a pouco nos charcos da angustia e das incompreensões.

Caridade para com aqueles que continuam a seguir o caminho servindo derramando suas lágrimas doloridas, abraçados a miseras nesgas de esperança e sonhando com dias mais venturosos.

A Doutrina Espírita, como o Consolador Prometido por Jesus, tem proclamado em todas as direções que, “Fora da Caridade não há salvação”, convidando-nos para a realização de um profundo autoexame acerca das nossas ações em torno da caridade. Qual tem sido o nosso papel, diante aos múltiplos sofrimentos que pululam por entre as nossas realidades?

Caridade bendito farol. Luz misericordiosa a derramar sobre uma legião de necessitados, benfazejas filigranas de renovadas esperanças. Bussola segura a guiar todos àqueles que iluminados pelo Consolador Prometido têm atendido aos convites de Jesus, devotados ao exercício pleno do “Amor ao Próximo” e cientes de que verdadeiramente este é o maior dos mandamentos. A caridade é sem duvida o mais venturoso dos caminhos a indicar ao homem que se encontra hoje nas trilhas iniciais da regeneração as direções seguras para o amor e a felicidade.

[*] Francisca de Paula de Jesus, Espírito; mensagem psicografada pelo médium Jairo Avellar, na Casa de Caridade Herdeiros de Jesus em 23 de maio de 2013.

Postado por Nilza Garcia, em 15/04/19, na Rede Espirit Book