Nota-se um significativo APEGO PESSOAL às coisas INSIGNIFICANTES.

Se cada indivíduo pensar na felicidade geral de cada cidadão, pensar no bem da sociedade, se cada ser humano pensar no bem da humanidade, abandonando o individualismo, procurando resolver as questões sobre o bem de todos, certamente bons resultados serão colhidos.

Cada ato praticado deve visar o bem geral, no que quer que façamos, não privilegiando a nossa própria conveniência.

Mantendo firme a nossa convicção e a nossa consciência que pertencemos ao todo e assim procedendo adquirimos um modo correto de viver.

Abandonando o EGOISMO e trabalhar em beneficio de todos, este é, sempre o caminho certo e deva ser a atitude natural das pessoas.

Nunca esquivar-se. Tomando atitude inadmissível argumentando: “Não vou fazer tal coisa porque não me agrada.” Qualquer atitude do bem voltada em beneficio de todos, move a todos e faz com que a vida seja mais feliz.

Devemos nos envergonhar em nutrir sentimentos de descontentamento e insatisfações em detrimento de todos.

Se acaso surgirem na mente essas insatisfações serão extinguidas, pois mesmo durante uma tempestade podemos conversar e rir com as pessoas numa convivência harmoniosa e feliz.

Temos familiares, amigos que nos amam sinceramente, as felicidades são incontáveis. Se apesar disso as vezes surgirem insatisfações é porque nossa mente ainda é muito pequena, muito mesquinha, muito individualista.

Postado por Nilza Garcia, em 29/08/16, na rede Espirit Book.