O grande problema do aborto é que ele não se interrompe, não se restringe apenas a consequências nos pais; ao contrário, se estende, por ligação de DNA, aos filhos, netos e bisnetos.

Muitas vezes, é quando vemos casos de “maldições familiares” se propagando em famílias inteiras. Isto é bíblico:

Eu Sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.” Êxodo 20:5-6.

O trecho fala da lei da hereditariedade. Não significa receber a penalidade ou a culpa pelos erros cometidos pelos antepassados, mas sim sofrer as consequências desses atos errados, via DNA. Por exemplo, quando uma pessoa bebe, o Pai não culpa os filhos, netos ou outros descendentes porque o ancestral bebeu, mas permitirá que a natureza siga o seu curso normal e os sucessores tenham (ou não) a tendência ao alcoolismo.

Mas, como o aborto pode ser prejudicial, mesmo após tantos anos ou gerações? 

A mecânica é simples: os seres umbralinos têm acesso ao corpo e aura da família, subindo, se utilizando do DNA do fetinho magiado, onde, então, se infiltram e vão causando confusão na família. Lembrando que, para cada abortado, existem cerca de 10 obsessores atuando no campo energético da família, e a maioria desses obsessores já são desafetos antigos. Claro que os magos negros e/ou demais seres já armam um circo pra dar tudo errado pra gente, então  é por isso que quando se tem um aborto, cria-se um campo vulnerabilíssimo no ser humano, em virtude do crime que foi ocorrido. Por isso há tantas brigas e dificuldades na família. O campo energético fica continuamente puxando a pessoa pra baixo, roubando sua energia.

E quais são os possíveis sintomas de um processo obsessivo através de abortados?  Lembrando que todos os sintomas podem ser igualmente transferidos aos descendentes do casal que abortou.

Depressão – a pessoa é sugada energeticamente pelos umbralinos;

Fibromialgia – porque o campo energético puxa a pessoa pra baixo;

Síndrome do Pânico e Sentimento de Perseguição – não parece óbvio? Todos os “radares” da pessoa afetada ficam em alerta, com toda essa situação rondando seu campo energético;

Drogas, Álcool – os umbralinos afundam a pessoa cada vez mais no lodaçal. Quanto mais fundo, melhor, para destruir a família;

Amiguinhos virtuais/imaginários  – às vezes, são apenas irmãozinhos que não vieram, ou crianças espirituais mesmo. O sintoma do aborto não é o amiguinho imaginário, mas sim se houver o terror com a presença espiritual. Muitas vezes, a criança tem tanto terror que não consegue dormir, tem pesadelos, e, por consequência, os pais também não dormem, prejudicando toda a família, criando muita confusão. Isso também pode ocorrer em autistas, mas não é via de regra;

Quebra de ossos ou doenças nos membros inferiores  –  são os chacras terrenos, localizados abaixo da linha da cintura, que são os mais atingidos nas obsessões facilitadas por abortos;

Problemas de próstata  –  a culpa e/ou responsabilidade energética pelo aborto atinge os órgãos reprodutores, desencadeando doenças;

Problemas nas mamas e útero/ovários  –  da mesma forma que na próstata, os órgãos reprodutores femininos são muito atingidos e são sintomas clássicos de infestação energética por aborto. Neste caso, as mamas, como símbolo máximo da ligação mãe-filho, são muito atingidas;

Obsessores –  espíritos que não “sobem”, que ficam vagando, “assombrando” ou vampirizando a família. É claro que essa interferência causa todo tipo de desavenças na família, separações, tristezas de todas as formas, e também problemas como psicoses, surtos, bipolaridade e diversos tipos de problemas mentais;

Famílias com problemas financeiros sérios  – muitas vezes os familiares são unidos, mas a parte financeira é muito prejudicada. A empresa não anda, há herança para receber e não sai, são roubados constantemente. Aliás, o próprio roubo físico já denota um grande problema de roubo energético, causado/facilitado muitas vezes por problemas com abortos, é uma identificação muito óbvia. Depois de tudo acertado, é incrível como a coisa anda;

É muita tristeza e maldade, não é mesmo?

Porém, já no mesmo trecho da bíblia temos a certeza de que a misericórdia Divina está sempre atenta e pronta a nos recompensar quando corrigimos um erro: 

“…faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.”  

Se as consequências de um erro podem se perpetuar por até quatro gerações de uma família, os benefícios da correção deste mesmo erro se perpetuam por mil gerações!

Ou seja, basta que apenas uma pessoa da família tome a iniciativa de resolver uma situação caótica, para que toda a sua descendência e colateralidade (ok, em termos quânticos, até a ancestralidade) seja beneficiada.

Não é maravilhoso o Amor de Deus?

Leia mais sobre o assunto:

Abortos – Informações Iniciais

Abortos – As Consequências Cármicas

Abortos e Abortados

Abortos – O Uso dos Fetinhos Pelas Inteligências do Mal

Abortos – Sobre Anjos e Abortados

Processo Terapêutico para encaminhamento de abortados 

Postado por Chris Ássimos, em 04/07/18, na Rede Espirit Book.