Arquivo para julho, 2018

Quem realmente são as testemunhas de Geová!…

https://www.youtube.com/watch?v=
EW4SqNygRSo

Leia mais

Jesus mostrou a ela os demônios do Salão do Reino… (Elisabete Gomes dissidente das Testemunhas de Geová)…

https://www.youtube.com/watch?v=

dcoHShp-lK8

Leia mais

Gianni Morandi – Non son degno di te (1964) / Que bela saudade…

https://www.youtube.com/watch?v=

MKR4B4HT7TU

Leia mais

In Ginocchio Da Te – Gianni Morandi! Que bom recordar músicas maravilhosas…

https://www.youtube.com/watch?v=

e7c1vjB0Qbg

Leia mais

Pensamento do dia – Swami Vivekananda…

 

Postado por Nilza Garcia, em 07/07/18, na Rede Espirit Book.

Cem por um Chico Chavier / Eurípedes Barsanulfo…

Ócio, em qualquer parte, constitui esbanjamento.
Tudo vibra em perpétua movimentação, sem vácuo ou inércia na substância das coisas.

Leia mais

Um momento novo da beleza crepuscular, por Octávio Caúmo…

A vermelhidão anunciava que o sol se despedia. Cumprira sua tarefa junto ao povo do ocidente e deslocava-se para o lado inverso do planeta, onde novo dia começava a raiar.

Leia mais

Zygmunt Bauman – Sobre a fragilidade dos laços humanos…

O sociólogo polonês Zygmunt Bauman é um dos intelectuais mais respeitados da atualidade. Bauman tem um histórico de vida que passa pela ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial, pela ativa militância em prol da construção do socialismo no seu país sob a direta influência da extinta União Soviética e pela crise e desmoronamento 

Leia mais

Em busca de paz e equilíbrio – Divaldo Pereira Franco –

https://www.youtube.com/watch?v=

sf_Bvx-ZHjg

A história maravilhosa de Ananda, descrita pelo grande escritor Francês Dominique Lapierre…

Leia mais

O fracasso das relações está no excesso de perdão / Wellington Balbo…

Trabalho há algum tempo no atendimento fraterno de um Centro Espírita em Salvador e observo que um dos grandes desafios do ser humano é perdoar.

Pessoas chegam ao Centro Espírita acabrunhadas, irritadas, magoadas e até mesmo com ódio em seus corações.

E o mais grave: o objeto desses nefastos sentimentos são as pessoas mais próximas: pai, mãe, marido, esposa, irmão, primo, chefe ou colegas de trabalho.

Bom, de fato, perdoar não é tarefa fácil.

Por isso proponho o oposto: não perdoar!

Leia mais