Quando a música do amor toca aos meus ouvidos

A sua balada, ergo-me da solidão

E abraço todas as criaturas de Deus – vegetais,

Animais e homens – como minhas irmãs.

 

Enquanto os dois olhos ternos de uma criança

Brilharem no mundo, como estrelas solitárias

Espalhando a luz da esperança, com certeza

Deus permanecerá convidando o homem

À vivência do amor.

 

Rabindranath Tagore