Visite os pobres e enfermos.

Pelo menos uma vez por semana

dedique algumas horas a consolar um coração aflito.

O consolo que você levar, mesmo com sacrifício da sua parte,

é a garantia de que está cumprindo um dever de cristão e de homem.

Não espere que o procurem para agir fraternalmente,

amparando os fracos e confortando os tristes.

Nem pense que você está dando mais do que recebe:

quem consola um coração triste,

na realidade recebe muito mais do que dá.

Carlos Torres Pastorino