A ciência tem provado que existem dimensões da vida que não podem ser captadas por mente puramente racional. Vale dizer: a razão nem sempre tem razão. Neste caso – se a mente racional não capta – como é feita, então, a captação? Para os que acreditam em algo superior, em primeiro lugar vem a fé. Sorën Kiergaard chega, inclusive, a situar a fé ao lado da razão, quando sintetiza: “onde termina a razão exatamente aí localiza-se a fé”. Dizem, até, que a fé não é negação da razão. Nem que a razão seja negação da fé porque – na análise profunda que se faça – a razão manda crer. Num plano mais elevado que a razão – mas abaixo da fé – encontra-se a intuição, faculdade que gosto de definir sempre como sendo o raciocínio da alma.

Read more