O caso do pastor Alexandre de Souza e Silva, 47 anos, acusado de matar a pastora e ex-companheira Ailsa Regina Gonzaga, 40, ganhou mais um capítulo nessa sexta-feira (9). Ele foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás, que o acusa de feminicídio e ocultação de cadáver. O crime foi cometido em dezembro do ano passado.

Leia mais