Existem sonhos obstinados que parecem antigos filmes seriados ou capítulos de novelas que se sucedem cada dia. A sua razão de ser está no passado que torna por vezes, no presente, e ficamos na posição de artista que assiste ao próprio filme de que participou. 

Sono é um desdobramento, mais ou menos inconsciente, é uma porta que libera o espírito algumas horas, para que este descanse das lutas acerbas na Terra, vestido do escafandro da carne.

Leia mais