Uma boa regra jornalística é desconfiar de tudo o que o governo faz. Qualquer governo. Por isso, a escolha de Raquel Dodge para substituir Rodrigo Janot na Procuradoria da República causa apreensão e desconfiança. Menos por ela, mas por quem a escolheu. Temer quebrou a regra, deixando de nomear o mais votado.

Leia mais