O filme Deixe-me viver que chega em outubro aos cinemas relata de forma clara e objetiva o tormento que passa um abortado e as consequências desastrosas para os que praticam o aborto, seja na qualidade de pacientes, indutores, executantes e/ou equipes participantes deste ato.

O livro que originou o filme foi ditado pelo espírito Luiz Sérgio, psicografado pela médium Irene Pacheco Machado, com o objetivo espiritual de amenizar a violência do aborto contra os espíritos que precisam de um corpo carnal.

Leia mais