Não relegues à sombra a criança que te pede aconchego ao templo do coração.
Ave implume no ninho de teus braços, desferirá seu voo para os céus do futuro, transportando consigo a tua mensagem….
Cera frágil e delicada ao toque de tuas mãos, revelará no porvir as idéias que hoje plasmas em sua textura de flor…
Não lhe agraves no livro puro das impressões nascentes, senão caracteres da luz que te abençoe a memória.
Esses olhos surpresos que te observam as atitudes, esses ouvidos minúsculos que te guardam a palavra direta e essa alma doce e tenra

Leia mais