O criminoso Chico Picadinho, que matou e esquartejou duas mulheres em São Paulo nas décadas de 60 e 70 e está preso há 41 anos — onze anos a mais do que o máximo permitido por lei –, deve ser solto até o dia 1º de julho deste ano.

Leia mais