Como se encontra no Livro “Brasil, coração do Mundo, Pátria do Evangelho, pelo Espírito Humberto de Campos, cap. 18 e 19, a independência do Brasil foi fruto do intenso trabalho das hostes espirituais junto aos homens. Muitos homens deram a vida por esse Ideal.
São passados 195 anos de nossa independência!
Olhamos o nosso imenso País, um gigante geográfico e nos indagamos: “SOMOS REALMENTE LIVRES?”
A verdadeira independência é MORAL.
Enquanto prosseguem vigentes o JEITINHO BRASILEIRO e a LEI DE GERSON não seremos livres.
Quando assumirmos nosso papel de homens e mulheres dignos, corretos, fiéis aos nobres ideais, seremos livres.
Quando o estandarte (bandeira) da solidariedade e da tolerância se implantar em nossos corações, a nossa bandeira verde e amarela tremulará mais bela.
Quando estendermos os braços para o bem da comunidade, as estrelas do Pano Pátrio brilharão com maior intensidade.
Quando a ordem e a disciplina se instalarem nas ações de todos nós, o branco do Pavilhão Nacional terá alcançado o verdadeiro sentido: A PAZ.
Para que o progresso real se instale, é necessário que as individualidades cresçam. A soma das conquistas pessoais resultará no crescimento coletivo.
Hoje é um excelente dia para se propor a trabalhar pelo nosso Gigante.
Dizem que está adormecido, mas só porque os seus filhos dormem.
A Mãe gentil que nos recebe nesta etapa da vida no planeta merece-nos o esforço.
Se quisermos, e só se quisermos, poderemos tornar verdadeira, desde agora a assertiva espiritual: Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.
Coração que pulsa, que ama, que não relega ao abandono os seus filhos. E tanto quanto pode, recebe e ampara os filhos de outros solos.
Pátria do Evangelho que irradia o bem, que serve de modelo, que luta pela Justiça, pela Verdade.
Independência moral. Crescimento real. Vamos todos começar neste dia a lutar por tais objetivos?

Trecho do texto do Redação do Momento Espírita

Grupo de Estudo Allan kardec

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 08/09/17, na Rede Espirit Book

 

Posts Relacionados