A união faz a força; sede unidos, para serdes fortes. O espiritismo germinou, lançou raízes profundas; vai estender sobre a Terra seus ramos benfazejos. É preciso tornar-vos invulneráveis aos lances envenenados da calúnia e da negra falange de espíritos ignorantes, egoístas e hipócritas.

Para aí chegar, que uma indulgência e uma benevolência recíprocas presidam as vossas relações; que vossos defeitos passem desapercebidos, que somente as vossas qualidades sejam sempre notadas; que o facho da santa amizade reúna, ilumine e aqueça os vossos corações, e resistireis aos ataques impotentes do mal, como o rochedo inabalável à vaga furiosa.

Vicente de Paulo – O Livro dos Médiuns