Cada pessoa age à sua maneira. Mas o que diferencia duas pessoas diante do mesmo problema?
A diferença está na maneira como vêem a vida. Queixosos e lamurientos verão o problema como mais um daqueles obstáculos intransponíveis e mesmo que façam pequenos esforços para superá-los, guardarão consigo a impressão de que fizeram um estupendo esforço.Os confiantes e serenos, enfrentarão o problema com naturalidade dando-lhe a importância relativa. Antes de se queixar, verifique se é uma queixa legítima, fundamentada e justa. Se não for, certamente será uma lamúria, fruto de seu descontentamento com o mundo. Neste caso você deve se perguntar: o que devo fazer para resolver esta situação sobre a qual reclamo continuamente?
A resposta a essa pergunta o guiará a transformar tais lamúrias em ações proativas. Como você está se comportando?

Postado por Adina Martins em 02/04/16, no grupo Espiritismo Kardecista Brasil 2