Senhor!…Enquanto o tempo se renova
Nos vastos horizontes deste dia,
Aspiro a ser, onde me colocares,
A lembrança da paz e da alegria.

Ante a explosão de amor com que envolves o mundo,
Deixa que eu seja um raio de esperança
A todo coração desalentado
Que procura encontrar-te e ainda não te alcança.
Que eu tenha os próprios braços no socorro
À penúria de todos os matizes
Entretanto, Senhor, faze de mim também a palavra de fé
Levantando na estrada os tristes e infelizes.
Converte-me a visão em caridade,
Dá-me o dom de servir sem perguntar a quem,
Conserva-me na escola do dever,
Faze de minhas mãos artífices do bem.
Ampara-me, Senhor, para que me transforme,
Na seara da vida e seja com quem for,
Num singelo canteiro de trabalho
A bendizer-te a luz e a florir-se de amor!…
Maria Dolores
Livro: Mãos Marcadas
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Postado por Nilza Garcia, em 30/06/16, na rede Espirit Book