A organização mundial de saúde (OMS) chancela as declarações das autoridades médicas norte-americanas apontando para o fato de não haver mais dúvidas de que é o vírus da zika que causa a microcefalia. Na quarta-feira, o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) indicou não haver mais dúvidas quanto à relação entre os dois. “Estudos publicados nesta semana marcam um ponto de virada na epidemia de zika. Agora está claro que o vírus causa microcefalia”, disse o diretor da CDC, Tom Frieden, em comunicação à imprensa.

                Ontem, a OMS voltou a confirmar a declaração. “Existe forte consenso científico de que o vírus da zika é a causa da microcefalia, da Síndrome de Guillain-Barre e de outras desordens neurológicas”, apontou. Até Março, a entidade apenas dizia que existiam “evidências”. Agora, existe um “consenso científico”.

                Em uma nota à imprensa, a OMS indicou que os cientistas ainda não excluem a possibilidade de que “outros fatores possam se combinar com o vírus do zika para causar as desordens neurológicas”. Nesse caso, porém, a entidade alerta que “mais pesquisa é necessária antes que qualquer conclusão seja feita”.

Estadão Conteúdo
Ribeirão Preto, 15/04/16 
jornalismo@jornalacidade.com.br

Nosso comentário: é lamentável, para não dizer lastimável, que organizações científicas de saúde, tão importantes na comunidade internacional, tentem tirar conclusões erróneas e precipitadas sobre assuntos transcendentes. É lamentável que em pleno sec. XXI, a pseudociência insista e persista em dissociar os fundamentos existenciais do homem da ciência pura. Só quando a ciência e religião caminharem de mãos dadas, haverá progresso real na conspurcada sociedade em que nos encontramos. É inconcebível que organismos científicos de nomeada abalem a mente humana, com conclusões tão tristes e infundadas. Será que eles sabem também o que provoca a cegueira, a paralisia infantil, o mal de Alzheimer, mal de Parkinson, esclerose múltipla, vários cânceres, epilepsia, nanismo, hanseníase (lepra), etc., etc., e tantas outras doenças, que a ciência não tem explicação nem cura e, nem por isso, verga a sua arrogância à vertente espírita religiosa que tem toda essa explicação. Será que alguns se julgam privilegiados ou superiores, só porque não portam essas terríveis doenças. Será que Deus na concepção dessas criaturas, é sum ser muito parcial, criando seres bons, honestos, sem doenças e outros com toda a espécie de problemas, dificuldades e doenças? Até quando essa pseudociência orgulhosa coloca os pés bem assentes no chão da humildade? Pobre humanidade…

 Alberto Maçorano

 

Posts Relacionados