Não estamos sozinhos, Espíritos amigos acompanham nossos passos e atendem a nossas carências correspondendo a nossas vibrações. Contatar e manter-se conectado aos nossos amigos e irmãos espirituais é um processo simples, mas que exige esforço, trabalho, disciplina e mudanças de atitudes que refletem em nossa vida espiritual. A Lei Espiritual da afinidade e sintonia rege esse contato e acesso, que se obtém através do estudo de sua própria espiritualidade, de sua vida emocional, mental e espiritual.

O acesso a estes irmãos depende do grau de evolução e desenvolvimento pessoal no processo de autoconhecimento e da consolidação de atitudes morais através da reforma íntima.

O buscador deve procurar conhecer-se profundamente, seus pensamentos e suas emoções, as motivações que muitas vezes estão subjacentes e inconscientes e que se refletem em crenças, atitudes repetitivas e situações difíceis que nos colocamos em certos momentos da vida, repetindo padrões de comportamento.

Mas podemos estar conscientes desde já que nunca estamos sós.

Peçam ajuda, filhos meus, supliquemos, sim, forças aos Benfeitores Espirituais para suportarmos com coragem os nossos instantes de amarguras, mas não tenhamos receio de também procurar auxílio na esfera dos nossos leais amigos encarnados. Todos carecemos de apoio para vencer a crise em que nos encontramos. Não nos isolemos na dor, compartilhemos nosso pranto com um familiar ou um amigo do coração.Falar faz bem à nossa alma e ainda desanuvia os pensamentos tristes, e nos permite encontrar saídas para os problemas que nos roubam a tranquilidade.

Quantas vezes, nesses diálogos, os vossos Amigos Espirituais se encontram participando ativamente através da intuição, sugerindo mentalmente caminhos de resolução das nossas dificuldades, fortalecendo a nossa fé e aplicando-nos recursos espirituais que nos garantirão a paz durante as tempestades.

E, se nos faltar algum ombro amigo, tenhamos um livro espírita à mão e supliquemos ao Divino Amigo Jesus que nos oriente a leitura de acordo com as nossas reais necessidades, e o amor de Cristo não nos deixará sem resposta e consolação. Quem se abre para o socorro de Deus jamais fica sem amparo. Quem tem um livro espírita às mãos tem sempre um conselheiro a dialogar consigo, iluminando o seu raciocínio.

Não se permitam lutar sozinhos, filhos queridos, nos dois planos da vida encontraremos almas devotadas ao bem que nos ajudarão a diminuir o peso dos padecimentos.

Quando carregava a sua cruz, Jesus foi auxiliado na Terra por Simão, o cirineu, enquanto do coração de Deus jorravam intraduzíveis bênçãos, espirituais ao Filho querido que testemunhava com a própria vida o amor na face da Terra.

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 25/06/16, na rede Espirit Book