Não condene os que estão em posição de destaque

na política ou na administração pública.

Não diga que no lugar deles faria melhor.

Enquanto não pusermos em ação real nossas forças,

não teremos certeza do que são capazes.

Talvez você fizesse pior, se estivesse na posição deles.

Procure desculpar, porque não conhecemos as circunstâncias

em que se encontram aqueles que têm sobre seus ombros

o grande peso da responsabilidade pública.

Carlos Torres Pastorinho