É verdade que Lívia, a esposa de Públio Lentulus, nosso querido Emmanuel no livro “Há dois mil anos”, não mais reencarnou? Perguntou Adelino da Silveira. Chico responde:
Assim é dito por Emmanuel. Eu acredito com certeza, porque da minha parte, nunca estive em contato com o espírito de Lívia e sei que ela trabalha muito e inspira Emmanuel e outros amigos da Vida Superior para a continuidade da Obra do Cristo.
Em 1940, estive às portas de uma tuberculose. Embora febril, nunca deixei de comparecer ao trabalho, quando, certo dia, ao dirigir-me para a repartição nas primeiras horas da manhã, notei que uma estrela me enviava de longe certos raios que não sei classificar. Desde esse dia, começaram as minhas melhoras positivas. Perguntei a nosso amigo Emmanuel quanto ao significado daquela estrela que brilhava ao longe, como uma luz mais potente do que a luz do Sol, pois a ocorrência se deu às sete horas da manhã, e ele me explicou que a estrela cujo clarão me trouxe a cura do corpo era a pópria Lívia, que se desvelava em me auxiliar.

Livro: Kardec Prossegue 
Autor: Adelino da Silveira
Obs: Lívia estava em Jerusalém no dia da Crucificação de Jesus e com ele se comunicou mentalmente neste exato momento, fato este descrito com detalhes no livro Há dois mil anos. Maravilhoso.

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 11/05/16, na rede Espirit Book

Posts Relacionados