Um dos mais famosos físicos do mundo, o britânico Stephen Hawking, afirmou, sexta-feira (23), em entrevista ao jornal espanhol El País que a sobrevivência da raça humana “vai depender da capacidade de encontrarmos novos lugares do Universo”.

“O risco de que um desastre destrua a Terra é cada vez maior. Então, eu gostaria de despertar o interesse do público pelos voos espaciais . Eu aprendi a não olhar para o futuro distante e a me concentrar no presente. Ainda há muito mais coisas que eu quero fazer”, concluiu o cientista ao ser perguntado sobre o destino da raça humana.

Ao ser questionado o que seriam as coisas que gostaria de fazer, disse: “Viajar ao espaço com a Virgin Galactic (empresa de turismo espacial)”. O cientista está em Tenerife, nas Ilhas Canárias, para o festival científico Starmus.

Nosso comentário: é muito triste quando a adrenalina da vaidade e da arrogância impregnam a mente humana, sobretudo, quando se trata de um homem de ciência. O senhor Hawking em vez de investigar o que não está ao seu alcance, pois, a sua ciência é baseada apenas em suposições e teorias infundadas, fazendo dele um mito científico sem qualquer respaldo na prática. 

O senhor Hawking tem um “karma” violentíssimo. Deveria ter cometido crimes gravíssimos em outras vidas, para que nesta carregasse todas as suas desventuras e padecimentos, para saber o que é bom pra tosse… Então, o mais correto devia ser entregar-se de alma e coração nesta vida para tentar descortinar os porquês de todos os seus “padecimentos”. Mas, ao invés, ainda esnoba dos princípios religiosos e imbuído no completo ateísmo, e ainda tenta comprovar a inexistência de Deus.

Oh! meu Deus, tenha piedade desta ignóbil criatura! … 

Alberto Maçorano