Homem mata mulher enforcada e depois comete suicídio em Sorocaba…

SOROCABA – Um homem usou um fio elétrico para enforcar e matar sua mulher, no fim da tarde deste domingo, 26, em Sorocaba, no interior de São Paulo. Após cometer o crime, ele fez uso de uma corda para tirar a própria vida. O corpo da gerente Aline de Andrade Silva, de 30 anos, foi encontrado em cima da cama, com o fio do abajur amarrado ao pescoço e outros sinais de violência. Na lavandeira da casa, policiais militares acharam o corpo do marido, o motorista Márcio Antonio de Oliveira Silva, de 31, pendurado à viga do telhado por uma corda. 

© Aline Andrade Silva/Facebook A investigação vai ouvir os vizinhos e familiares sobre a possível motivação do desentendimento que resultou nas mortes +++ Veterinário mata mulher durante banho e comete suicídio em Suzano

A polícia foi acionada pela mãe da vítima, que foi à residência do casal, no bairro Sorocaba Park, zona norte da cidade, e encontrou a porta aberta. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.

+++ Homem mata mulher em motel na Grande SP

Conforme a polícia, a perícia nos corpos e no imóvel devem confirmar se houve homicídio seguido de suicídio, como as evidências indicam. Os celulares de ambos foram recolhidos e também passarão por perícia.

+++ Delegado mata mulher em Perdizes, na zona oeste de SP

O casal não tinha filhos. Aline trabalhava como gerente em um salão de beleza. Márcio era motorista de uma empresa de turismo e fretamento. O crime, seguido de suicídio, será investigado pela equipe do 8º Distrito Policial. A investigação vai ouvir os vizinhos e familiares sobre a possível motivação do desentendimento que resultou nas mortes.

 

Nosso comentário: é muito difícil acreditar que em pleno século XXI um ser humano seja capaz de cometer as atrocidades que estamos vivenciando como aquelas expostas nesta coluna. Eu, pelo menos, tenho dificuldade em conceber tais barbaridades. Infelizmente, não são tão poucos desfechos dessa natureza. A incompreensão e os “fanatismos” de toda a ordem campeiam soltos. Ao mesmo tempo que o homem atinge um pico de tecnologia, sabedoria e bem estar, envereda também pelo descalabro social. É neste exato momento que se descortina o quanto a ignorância, a vaidade e a arrogância conseguem imperar no seio da tranquilidade, harmonia e bom senso, desviando-se da verdadeira sabedoria e autêntica compreensão da realidade existencialista que nos é facultada pela doutrina espírita e, cuja imersão, jamais induziria quem quer que seja a cometer tais tragédias. 

Realmente, o desconhecimento da doutrina espírita representa  uma lacuna incomensurável no panorama social em que nos encontramos. Sela humilde, o suficiente, para encarar essa realidade e este planeta será completamente diferente quando a maioria optar pelo verdadeiro e autêntico saber.

Alberto Maçorano

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *