Chico, certa vez, elucidou:— Reencarnar não é fácil…
O estado de infância é como se fosse um período de doença para o espírito.Ele fica indefeso e, na maioria das vezes, à mercê das circunstâncias e dos perigos do mundo. Até que, por exemplo, em nosso caso, alcancemos os dezessete, dezoito anos de idade, e encontremos o Espiritismo,que nos defende, ficamos muito expostos às influências de toda sorte, podemos nos desviar do caminho…Noutra oportunidade,respondendo à pergunta de um repórter que lhe indagou o motivo de viver tomando tantos medicamentos, embora pregasse a Imortalidade, ele parecia ter medo da morte, porque vivia tomando muitos remédios:
— Não, eu não tenho medo da morte. – respondeu, incisivo.
O problema é que eu sei que não adianta morrer, porque irei entrar na fila de uma reencarnação na Terra.Então,já que estou aqui, e foi tão difícil chegar até aqui, é natural que eu procure aproveitar, ao máximo, a oportunidade.
Eu quero e preciso viver,trabalhando,até o último dia que o Senhor me conceder neste corpo!
Desencarnar para quê, se vamos ter que começar tudo de novo?

Fonte: Do livro “Chico Xavier – O Médium dos Pés Descalços” – Carlos Baccelli

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 11/11/17, na Rede Espirit Book