Os Espíritos podem dar orientação, em pesquisas científicas e descobertas?
A Ciência é obra do gênio; só deve ser adquirida pelo trabalho, porque é somente pelo trabalho que o homem avança no seu caminho.Que mérito teria se lhe bastasse interrogar os Espíritos para tudo saber? Qualquer imbecil poderia tornar-se sábio por esse preço. Acontece o mesmo no tocante às invenções e às descobertas industriais. Mas há ainda uma consideração: é que cada coisa deve vir no seu tempo e quando as idéias gerais estão maduras para a receber. Se o homem tivesse esse poder subverteria a ordem das coisas, fazendo os frutos nascerem antes do tempo.

Deus disse ao homem: Ganhará o pão com o suor do teu rosto, admirável figura que retrata a sua condição neste mundo. Ele tem de progredir em tudo pelo esforço no trabalho. Se as coisas lhe fossem dadas inteiramente feitas, para que lhes serviria a sua inteligência? Ele seria como um escolar cujas tarefas fossem feitas por outro.

29. O sábio e o inventor nunca são assistidos pelos Espíritos nas suas pesquisas?

— Oh, isso é bem diferente. Quando chega o tempo de uma descoberta os Espíritos incumbidos de lhe dirigir a marcha procuram o homem capaz de a levar a bom termo. Inspiram-lhe as idéias necessárias, com o cuidado de lhe deixar todo o mérito, porque essas idéias ele terá de elaborar e pôr em execução. Assim acontece com todos os grandes trabalhos da inteligência humana. Os Espíritos respeitam cada homem na sua esfera própria: aquele que só é capaz de cavar a terra não será feito depositário dos segredos de Deus,mas saberá tirar da obscuridade o homem capaz de realizar os seus desígnios. Não vos deixeis pois arrastar, pela curiosidade ou a ambição, por um caminho que não corresponda ao objetivo do Espiritismo e que resultaria, para vós, nas mais ridículas mistificações.

Fonte: Livro dos Médiuns / Allan Kardec

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 21/08/16, na rede Espirit Book.