Os caminhos para a evolução espiritual são diversos.
Destaco alguns para a nossa reflexão:
– estudos de textos sagrados e espiritualistas – oração
– meditação
– caridade
– perdão
– e desapego.  Estudo
Quando lemos obras sagradas e espiritualistas, exercitamos nossas camadas mais profundas, despertando nossa consciência interior (somos seres espirituais com experiências conquistadas); estimulamos assim, a nossa ascensão espiritual.

Oração
Pela oração fazemos a conexão direta com a nossa alma (a camada divina existente em nós), despertamos a ponte que nos leva ao céu e que o trás até nós.

Meditação
Ao meditarmos, ficamos em estado de elevação da consciência, liberamos os chakras (abrimos os portais espirituais) e passamos a captar as ondas energéticas do mundo espiritual superior, fortalecendo-nos e sendo inspirados a termos bons pensamentos e sentimentos sublimes, amenizando ainda o nosso estresse. Esse estado especial nos permite também, em muitos casos, reviver cenas (sanando sofrimentos cármicos) e até lampejos do futuro (orientando os nossos passos com segurança).

Caridade
Todo e qualquer tipo de atenção com nosso semelhante pode ser definido como caridade, que é o exercício prático do amor, pois o amor precisa ser praticado para que ele efetivamente aconteça. Agindo assim, atraímos os seres de luz, que nos inspiram o amor no sentido mais amplo, proporcionando nossa elevação espiritual.

Perdão ao próximo
Ao perdoarmos aos nossos semelhantes as faltas que eles possam ter cometidos conosco (sabendo que falhamos também), estamos cortando a triste conexão do carma, livrando nosso semelhante de ter débitos espirituais conosco; débitos esses que inevitavelmente ensejariam a obrigatoriedade de serem resgatados mais tarde. Desapegados desses vínculos infrutíferos, estaremos livres para a conexão positiva do amor e para progredir livremente no caminho espiritual.

Perdão a si mesmo
Quando nos perdoamos por nossas próprias falhas presentes e passadas, também livramos dos sofrimentos cármicos e das doenças, pois eles originam-se de nosso corpo astral, mais propriamente, do corpo etérico, por termos guardados débitos que não foram devidamente perdoados por nós. Sem essa limitação cármica, estaremos livres para vivenciar o progresso do espírito.

Desapego
Exercitando o desapego material e a tudo que nos limita como ser humano espiritual, tais como ódio, vingança, inveja, disputas não éticas, etc., a vida interior passa a fluir livremente, revitalizando-se pela energia pura do amor e nos levando à ascensão espiritual.
Embora todos estes caminhos e outros tantos sejam positivos de serem praticados isoladamente, o importante é praticarmos vários deles, estimulando o nosso real progresso espiritual, de forma mais substancial e mais rápida, até que num determinado momento, como um clarão interior, acontece a iluminação.
Não devemos nunca deixar de ter em mente, que o progresso espiritual gera poderes pessoais, que nunca podem ser usados para o mal e nem tão pouco estimular a vaidade de quem o detém, pois isso atrasa o progresso. Devemos viver tudo com muita humildade, com a plena certeza que quase nada sabemos e temos muito a aprender.

(Texto extraído do livro: Outra Vida, Nova Chance)

Postado por Patrizia Gardona, em 21/11/17, na Rede Espirit Book