MUNDOS SUBTERRÂNEOS – Se já arrepiamos com a afirmação de que os “discos voadores” se tratam de uma realidade incontestável, sendo apenas evitada, imaginem agora quando sustentamos que o interior da Terra é habitado por inteligências muito mais sofisticadas do que esta que vive na crosta terrestre. Rir-se-ão muitos, como já o têm feito durante muitas décadas.
Que se riam à vontade, enquanto coisas importantes vão acontecendo…
Sem querer ofender estas mentes aferradas ao pequeno mundo que construíram em torno de si mesmos, por medo de ousar, diremos que, embora não saibam, este tema não é ignorado pelas grandes potências da Terra.
Pode ser que estas mentes limitadas pensem tratar-se apenas de produto de insanidade de uma meia dúzia de loucos irrecuperáveis, porém ignoram que este assunto se trata de algo muito bem guardado pela pesquisa oficial, que já vem se interessando por ele há muito tempo.

As mentes empedernidas de nossa época se tornaram incapazes de ousar sobre assuntos que não lhe oferecem um retorno lógico imediato e temem pensar, como se isto lhes causasse profundo cansaço e uma falsa noção de perda de tempo, por não lhes oferecerem os ganhos imediatistas e temporários que o sistema coloca à sua disposição.
Bem, de qualquer forma, não é para estes que estamos escrevendo, mas para aqueles que, não crendo em tudo o que lêem, analisam e buscam discernir, abalisando-se em informações e pesquisas sérias, apesar da exigüidade de referências, obviamente sonegadas do público. Não podemos simplesmente ignorar o palpitante tema dos mundos subterrâneos e as pesquisas mais recentes, para não falar dos antigos relatos existentes em todas as civilizações, referindo-se a entidades celestes que viviam no centro da Terra e sobrevoavam os céus com seus carros de fogo.

Sabemos que a ciência e os demais segmentos de nossa civilização rejeitam publicamente a hipótese de que existam mundos subterrâneos, considerando-a um verdadeiro absurdo. Porém, não podemos nos esquecer de que o Velho Mundo do século XV também ridicularizava e combatia a idéia de que a Terra fosse arredondada e que existissem outras terras além das Colunas de Hércules, os Estreito de Gibraltar. No entanto, o Novo Mundo surgiu desafiadoramente, pouco tempo depois, diante dos olhos atônitos dos “doutores” da época, paralizados por seu próprio pretenso saber e sua própria incapacidade de ousar. A coragem de alguns poucos e pertinazes navegadores, “sonhadores hereges”, provou que o mar não se despencava numa grande cachoeira no espaço infinito e que os dragões e demônios oceânicos se tratavam apenas de contos lendários e crendices refreadoras. Vendo a Nova Terra surgir imponente diante de seus olhos incrédulos, aqueles homens viram desmoronar-se diante deles a velha crença de que não havia mais nada além, enterrando-se para sempre mais um falso postulado científico-religioso que amordaçava todo o Velho Mundo.

Na seqüência deste trabalho, iremos apresentar alguns pontos que trazem referência à existência desses mundos no interior da Terra, que já vem de tempos longínquos. Relataremos também alguns aspectos de um contato que tivemos com um Monge na Serra do Roncador (já falecido). Seus livros falam destes mundos e povos desconhecidos e ele próprio nos falou sobre as coisas misteriosas que ainda existem na Terra, destes mundos ignotos e de sua fantástica tecnologia.

Hora Cósmica

Publicado por Nilza Garcia, em 12/06/16, na rede Espirit Book