Amigos de ideal espírita, a Transcomunicação Instrumental (TCI, manifestação de espíritos através de aparelhos eletrônicos, inclusive espírito de pessoas “vivas”) não é Espiritismo propriamente dito, mas como lida com espíritos, é sim um assunto que interessa aos espíritas – recomendo essa recente entrevista com Sônia Rinaldi indicada abaixo.
Transcomunicação Instrumental (TCI) – KroonTV – Entrevista com Sonia Rinaldi
O que é? Como é feita? Como poderá nos ajudar com a comunicação com os “mortos”? Como está inserida a TCI no meio científico? Quais os casos mais marcantes?
Sonia Rinaldi (www.facebook.com/soniarinalditci2014) é graduada em Letras e pós-graduada em Ciências da Religião. Há quase 30 anos pesquisa a ocorrência de fenômenos (imagens e vozes) através de aparelhos eletrônicos.
Foi pupila do Dr. Hernani Guimarães Andrade (1913 – 2003, engenheiro e pesquisador que promoveu o Espiritismo Cientifico no Brasil) no Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas (IBPP).
Autora de 16 livros, 9 eBook, 7 eMagazine, e boletins periódicos do Instituto de Pesquisas Avançadas em Transcomunicação Instrumental (TCI – www.ipati.org), coordena pesquisas em TCI com a ajuda de uma rede multinacional de colaboradores. Frequentemente ela é tema de artigos, entrevistas e apresentações em vários países.
Muito se deve a ela o avanço da TCI, pois desenvolveu e incluiu novos aparelhos que vêm aprimorando a comunicação entre o “lado de cá” com o “lado de lá”. Foi a primeira pesquisadora a usar computadores para gravar vozes quando os demais pesquisadores em todo o mundo ainda usavam gravações em “compact cassete” (fita magnética para gravação de áudio, popularmente conhecida como fita cassete, ou fita K7).
Apresentou em um evento internacional (USA, Set.2017) de grande porte (1), que reuniu 33 especialistas de diversos países que lidam com comunicação “pós-vida”, os mais recentes avanços alcançados com o projeto “Dando voz a quem não consegue falar” (2), cujos resultados poderão ser de considerável proveito pela Medicina e pela Ciência Forense.
(1A) Afterlife Research and Education Symposium
(1B) After Life Investigations
Using Technology to Record Voices from the Afterlife and Nonverbal People’s Minds
(2) Trabalho voluntário, sem interesse comercial algum que, através de aparelhos eletrônicos, promove a manifestação do espírito de pessoas “vivas” (sim, o espírito de pessoas vivas também pode comunicar-se e o próprio Allan Kardec registrou isso na edição de Jun.1860 da Revista Espírita) que não conseguem falar, como é o caso, por exemplo, de uma pessoa em estado de coma, um enfermo inconsciente, um surdo-mudo-cego não alfabetizado, uma pessoa com afasia severa, um idoso com demência senil, um autista não-falante, etc. – já há casos bem documentados – o Caso Malu e o Caso Enrico foram apresentados no evento mencionado acima.
Sendo-lhe possível, ajuda, por favor, a divulgar a TCI e a indicação do vídeo objeto desta mensagem.
Agradecimentos,
Dércio Conceição
Divulgador da Doutrina Espírita
Email dercio.conceicao@uol.com.br
Telefone 19-2121-7890 – 19-99352-9551
“Lembra-te deles, os quase loucos de sofrimento, e trabalha para que a Doutrina Espírita lhes estenda socorro oportuno”.
Postado por Henrique, em 17/03/18, na Rede Espirit Book