A ex-presidente Dilma Rousseff usou o Twitter no começo nesta terça-feira para se manifestar sobre a denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB). “Resultado do golpe de 2016: deixar o país nas mãos do único presidente denunciado por corrupção”, escreveu a petista, companheira de chapa do peemedebista em 2010 e 2014.

A ação contra Temer tem como base a delação de Joesley Batista, do grupo J&F. No acordo de colaboração, o empresário também complicou a própria Dilma, ligando a ex-presidente a uma conta-propina para o pagamento de “vantagens indevidas” no exterior. Os repasses teriam como intermediário o ex-ministro Guido Mantega e também beneficiariam Lula.

A petista, porém, focou nas acusações contra Temer. Em uma série de tuítes, voltou a chamar seu afastamento de golpe, falou em “impeachment sem responsabilidade” e culpou “grande mídia, PSDB e adeptos do pato amarelo” pela “ascensão do grupo que assaltou o Planalto”.