Romero Jucá foi demitido. Depois da publicação do diálogo com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, em que ambos conspiraram para travar a Lava Jato, não havia outro jeito.O grampo que revelou a conversa é uma confissão de bandidagem política. Eles conchavavam um acordo entre o PMDB e vários partidos para derrubar Dilma e parar a Lava Jato, com Temer na presidência.

                Em linguagem chula, Jucá disse que se as investigações continuassem não escaparia ninguém. A única salvação deles seria o impeachment, para evitar que a corrupção ficasse tão clara que impedisse continuar o assalto ao Estado.

                Dilma Rousseff caiu e Michel Temer é tão cúmplice que nomeou os mais degradados moralmente para o ministério. Agora, a divulgação do grampo evidencia que nem um governo exótico (?!) pode suportar ministros como Romero Jucá.

                Mas é o Brasil, pode ser que tanta lama apodrecida não altere o andar da carruagem. O mais provável é que a saída de Romero Jucá seja útil para a corrupção seguir seu caminho. Porque, como testemunhamos, nenhum governo cai de podre: só cai quando a classe média bate a panela. E a classe média não baterá panela para derrubar corruptos “do seu lado”. Já se livrou do PT, é o que lhe basta, embora faça caretas e bocas contra a corrupção peemedebista, pois espera que os tucanos assumam, e aí, tubo bem, os de cima da carne seca têm alvará para saquear o país e sacanear o povo.

                O que dizer da safadeza política brasileira? Não é que cada povo tem o governo que merece, mas que a classe média sempre escolhe o governo que sirva aos seus senhores. Como uma luva.

Júlio Chiavenato 
Ribeirão Preto, 24/05/16 
chiavenato@jornalacidade.com.br

Nosso comentário: senhor Chiavenato, continue denunciando essas pérolas. Pelo menos ficamos com a consciência tranquila de que o nosso grito contra o famigerado impeachment era verdadeiro, e que esse golpe não passava de uma farsa, de uma utopia, que muitos pensavam que iriam surgir os impolutos, os incorruptíveis, os puros-sangues da politicanalha brasileira. Foi para isso que o país ficou ingovernável por quase um ano e meio? Acentuando-se a crise e o desgoverno? Foi para isso que lacaios oportunistas e vermes parasitas enlameados na lama da corrupção vergonhosa, viessem ocupar o poder usurpado a gente íntegra e honesta? Foi para isso que arruaceiros e arruaceiras dos panelaços fizeram estardalhaços, caluniando e xingando gente de bem? Desnecessários serão mais comentários para desmascarar como é possível existir gente sem quaisquer escrúpulos, sem um pingo de consciência e vergonha na cara, que se deram ao “luxo” de revirarem o mundo do avesso para destituírem uma presidente do bem, sem mácula e sem ficha suja. Fiquem tranquilos, senhores sanguessugas, a vossa vez chegará nesta ou em outras vidas. Na hora apropriada o som da trombeta espiritual soará e aqueles que por agora se fazem passar por eminentes ricaços de palácios suntuosos, renascerão como simples parasitas subservientes na mendicância de qualquer conglomerado, enfermos de alguma doença incurável ou carregando alguma moléstia pelo resto da vida para amargarem o “sofrimento” que inescrupulosamente fizeram alguém passar… 

 

 

Alberto Maçorano

r