De acordo com informações do Espírito André Luiz, a colônia espiritual Nosso Lar está localizada na ionosfera, a quinhentos quilômetros de altitude do solo da cidade do Rio de Janeiro.

É a mesma distância entre São José do Rio Preto e a cidade de São Paulo. De avião, nosso percurso, enquanto encarnados, duraria cerca de 1 hora.

Mas, quanto tempo um Espírito, André Luiz, por exemplo, partindo de Nosso Lar, demoraria em chegar à cidade maravilhosa, distante quinhentos quilômetros?

Se vier a uma velocidade de 500 Km/h, demoraria uma hora.

Mas usará André Luiz algum veículo ou virá volitando?

Volitar: é a capacidade que tem um espírito, sob certas condições e de acordo com o seu grau evolutivo, de poder transportar-se, elevar-se do solo e deslocar-se numa espécie de voo. Sob essas circunstâncias o espírito se transporta para onde quiser ou lhe for determinado, sob a ação e impulso da própria inteligência. (4)

De acordo com relatos do próprio André Luiz, virá de uma ou outra forma, uma vez que existem veículos ou naves espaciais no mundo astral que facilitam o transporte dos Espíritos. Entendemos que o meio utilizado pelo Espírito dependerá da necessidade e objetivo de sua viagem, bem como as regiões que atravessará até atingir a crosta terrestre.

A velocidade na volitação poderá ser extraordinária, tudo a depender da evolução do Espírito. Não há obstáculo material para eles, o que facilita muito a viagem. Alguns podem viajar na velocidade do pensamento que, de acordo com André Luiz, é maior que a da Luz.

Quase sempre viajam em grupos e o mais adiantado vai à frente. O mais experiente abre caminho para os menos adiantados e inseguros, que seguem atrás. Nesse momento, o Espírito que vai à frente, cria um campo magnético de proteção aos demais do grupo, facilitando a volitação dos outros Espíritos do grupo.

O Espírito Galileu, em “A Gênese”, de Allan Kardec, servindo-se de expressões e conhecimentos vigentes à época das comunicações (1862-1863), num exercício de imaginação propõe uma viagem interplanetária. Nessa viagem o espaço é percorrido “com a velocidade prodigiosa da faísca elétrica que percorre milhares de léguas por segundo”. (2)

Atualmente, após todo o avanço científico-tecnológico alcançado, a viagem proposta deixa de ser imaginária para ser real, sendo executada por moderníssimas naves espaciais, viajando pelo Universo em altíssimas velocidades.

As distâncias de “milhares de léguas por segundo” passaram a ser distâncias astronômicas, tendo com parâmetro a “faísca elétrica” medida a partir da velocidade da luz no vácuo (300.000 quilômetros por segundo, aproximadamente).

Para termos noção do que significa esta velocidade, comparemos: a sonda espacial Voyager 1 atinge apenas 0,00558% da velocidade da luz, equivalente a 16,72 km/seg. ou 602.223,09 quilômetros por hora. Um carro de fórmula 1, a 300 km/h., corre cerca de 2.000 vezes mais lento que a nave espacial.(3)

A Ciência confirma o que o Espírito Galileu afirma em “A Gênese” sobre a relatividade do tempo. Vejamos:

“O tempo não é senão uma medida relativa de sucessão das coisas transitórias. A eternidade não é suscetível de nenhuma medida, do ponto de vista de sua duração; para ela, não há começo nem fim; para ela, tudo é o presente.” (2)

Podemos resumir assim então: os Espíritos gastam algum tempo para percorrer o espaço, mas podem fazê-lo com a rapidez do pensamento. Muitas vezes têm consciência da distância que percorrem e dos espaços e paisagens que atravessam. Isso dependerá da sua vontade e evolução. (1)

Alguns Espíritos relatam o percurso quando interessa ao nosso aprendizado. Estagiam em outras colônias, atravessam regiões a pé, volitando ou com naves espirituais, conforme a natureza da área que irão atravessar – mais ou menos trevosas ou perigosas.

Quando vêm à crosta de nave espiritual, costumam deixá-la estacionada próxima à cidade terrestre que irão visitar e continuar o percurso volitando ou a pé.

Não pense que você verá uma nave dessas por aí – elas são espirituais, compostas de matéria diferente da nossa. Bem, se você for médium vidente e os Espíritos quiserem, poderá vê-la.

Quando vêm visitar a crosta terrestre por alguns dias, costumam pernoitar em lares equilibrados onde reinam a harmonia e o amor, mas sempre com a aquiescência dos protetores espirituais da família. Outras vezes descansam em Casas Espíritas, também com a autorização dos mentores espirituais do Centro.

Fernando Rossit

Referências Bibliográficas:
(1) KARDEC, ALLAN. O Livro dos Espíritos, questões 89 a 91;
(2) KARDEC, ALLAN. A Gênese. 19. ed., São Paulo, SP: LAKE, 1999, cap. VI, p.87-90;
(3) http://www.cebatuira.org.br/Adelino Alves Chaves Jr;(http://cienciahoje.uol.com.br/53460 – FERREIRA, AURÉLIO B. H. Novo Aurélio – Século XXI. Ed. Nova Fronteira, 3. ed., Rio de Janeiro, RJ, 1999;OLIVEIRA, ADILSON. Prof. Dr. UFSCAR. Um novo tempo. Coluna Física sem Mistério.
(4) Wikipédia

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 26/06/17, na Rede Espirit Book.