Ao proferir palavras brandas e afetuosas, você vivifica o próximo e também a si próprio. A palavra é força criadora; por isso, se você proferir sempre palavras brandas e afetuosas, aos poucos estará cultivando uma personalidade branda e afetuosa, e isso se manifestará em sua fisionomia.

Do livro “A Felicidade da Mulher”, vol.1 – Masaharu Taniguchi

Posts Relacionados