Entrevista mediúnica de Chico Xavier, ocorrida na noite do dia 15/09/2003, através da psicofonia ao médium Ariston Santana Teles, da qual participaram as seguintes pessoas: Marlene e Antonio Santos, Ely e Jeovan Teles, Eliza e Aloísio Madruga, Antonio Rezende, Flávio Fonseca, Leda Souto, Márcia Silva, Rui Morais, Luiz Miguel, Antonio Emídio, Dorinha e Manoel Fernandes,Elizabete Otelac, Marilza Texeira, Celso Franches,  Lucimar da Silva, Maria Isabel.

– COMPANHEIROS DE UBERABA TÊM SENTIDO SUA AUSÊNCIA NAQUELA CIDADE… POR QUE?

Sabemos que existem reclamações, polêmica, dúvidas a respeito de minha humilde presença ou ausência aqui ou ali. Devo apenas esclarecer que o lugar onde primeiro estive, depois da minha desencarnação, foi exatamente em Uberaba. Seria muita ingratidão de minha parte, deixar de retribuir, ainda que fosse com uma simples presença em prece, a tantas almas e a tantos corações que estiveram a meu lado ao longo de tantos anos, colaborando e contribuindo para que eu me mantivesse firme no cumprimento de minhas obrigações e da minha tarefa. Eu não me ausentei do Grupo Espírita da Prece. Não me ausentei jamais do convívio daquelas pessoas que tanto amo, e devo ir um pouco adiante, afirmando o seguinte: o filho que a Providência Divina permitiu voltasse ao meu convívio para que durante muito tempo pudéssemos trabalhar juntos, sofrer juntos, aprender juntos, é e continua sendo uma das pessoas que mais respeito e amo. Estou me referindo ao Dr. Eurípedes Higino dos Reis. Quando passei de volta ao Plano Espiritual, meu primeiro pensamento foi uma prece, rogando aos Céus oportunidade de continuar no trabalho e que eu pudesse estar junto aos companheiros mais próximos, que nunca mediram esforços no sentido de trabalhar comigo e com os Espíritos que conosco trabalhavam. De modo que eu tenho e continuo a ter muito respeito, muito carinho e muito amor pelos nossos irmãos e amigos da inesquecível Uberaba, assim como pela cidade que me serviu de berço, Pedro Leopoldo, cidades de Minas Gerais, fonte de tantas bênçãos e tantas luzes. Aproveito este momento, sem desejar alongar-me ainda mais nesta resposta, para pedir ao Nosso Senhor Jesus que cumule de bênçãos e muita paz nossos queridos amigos, nossos amados irmãos de Uberaba, de Pedro Leopoldo e de todo o Estado de Minas Gerais.

– O SENHOR PENSA ESCREVER ALGUM LIVRO AGORA NO PLANO ESPIRITUAL?

Eu ainda não me desvencilhei da minha condição de médium, definitivamente. Continuo olhando a Doutrina como médium, sem me considerar absolutamente apto ou capaz de escrever livros. Os Espíritos, pela minha humilde mediunidade, escreveram bastante. O que eu quero no momento é participar das preces, dos trabalhos de cura, de doutrinação, da caridade cristã. Não guardo no meu coração neste instante qualquer intenção de escrever este ou aquele livro. Para dizer o quê, afinal? O que os Espíritos já disseram? Acrescentar, o quê, se não me considero capaz de colocar qualquer tijolo na construção do Espiritismo? Eu não tenho essa intenção.

– ANDRÉ LUIZ E EMMANUEL CONTINUAM TRABALHANDO COM O SENHOR NO PLANO ESPIRITUAL?

André Luiz, médico, Emmanuel, amigo e protetor incansável e generoso. Eles estão se preparando para reencarnar. Esta informação já foi transmitida enquanto eu estava entre vocês. Tanto um quanto outro estão em preparativos para, no momento oportuno, voltar à Crosta, reencarnar com missões específicas no sentido de divulgar e expandir nossa Doutrina. Hoje eu não mantenho as mesmas ligações com esses emissários, porque não sou mais aquela criança frágil e indefesa, como acontece com a maioria dos encarnados. Agora sou Espírito, já posso assumir responsabilidades segundo a minha própria intuição. São Espíritos que merecem e merecerão sempre do meu coração muito respeito e reverência. Estou sempre pedindo a Deus que os ilumine onde quer que estejam. São Entidades superiores que me cabe respeitar sempre.

– SOBRE A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA URBANA E DAS CRIANÇAS ABANDONADAS?

A violência já estava prevista. É uma manifestação ou eclosão daquilo que estava retido no organismo social. A violência já existia. Estava, sob vários aspectos, enrustida nos tecidos do corpo social. Forças reprimidas, traumas, recalques profundos, magoas. Chegou o momento da descoberta, da revelação. É o grande momento da revelação apocalíptica. Essa violência toda já existia nos bastidores da sociedade e dos espíritos. O que está acontecendo agora é uma liberação dessa forças aparentemente destrutivas, porque tudo isso que está acontecendo agora, embora nos entristeça, faz parte do processo de renovação da nossa sociedade, da iluminação das consciências e do despertar definitivo da humanidade para Deus e para a Luz. Quanto à outra pergunta, tenho a dizer o seguinte: quando nos falam de crianças em sofrimento, nós nos comovemos muito, muito porque as crianças merecem o maior carinho e o maior respeito. Quando ouvimos comentários sobre à pedofilia, é como se um espinho fosse cravado imediatamente nos nossos corações. Ah! Meu Deus, crianças puras, ingênuas, sensíveis… Quanta covardia! quanta injustiça! quanta crueldade no coração de tantos adultos que já deviam ter tomado juízo, já deviam saber que são adultos e são responsáveis por uma vida melhor, por uma sociedade mais justa e mais digna. Nós estamos no Plano Espiritual num trabalho incansável e intenso de socorrer e amparar todas essas vítimas da crueldade e da ignorância espiritual. Difícil uma resposta a nível intelectual, quando nos sentimos em dificuldade para compreender certos aspectos ou manifestações do comportamento humano. O que nos cabe é abrir o coração para servir. Enquanto outros discutem, nós trabalhamos com amor, com empenho, com o melhor que tenhamos em nossa alma. Jesus precisa de pessoas para estudar, para discutir, para debater nas escolas, nas academias, nas tribunas, Jesus também precisa de outros para o trabalho imediato, emergente, para o socorro, para a prática da caridade em benefício de todas essas vítimas da maldade e da ignorância. Oremos por todas as crianças e por todos aqueles que fazem dessas crianças vítimas da sua maldade e da sua indiferença. Jesus tenha piedade de todos nós.

– COMO O PLANO ESPIRITUAL ESTÁ TRABALHANDO COM RELAÇÃO CLONAGEM?

Pelo que eu pude ouvir dos mensageiros espirituais, quer seja aí na condição de médium, quer seja aqui na condição de Espírito, a clonagem genética o projeto genoma (como é declarado), e toda a engenha genética, estão ainda na sua primeira etapa de experiências científicas. Cientistas e médicos da Espiritualidade superior têm se empenhado muito junto aos laboratórios para que os pesquisadores do mundo não precipitem, fazendo da humanidade cobaia. São experiências válidas, mas neste momento a palavra que salta à nossa consciência é a seguinte: Ética. É necessário que haja uma base ética para que os homens não brinquem ciência, gerando consequências imprevisíveis para a própria civilização.

– GOSTARÍAMOS DE OUVIR SUAS PALAVRAS SOBRE ARTE ESPÍRITA E SOB MÚSICA, ESPECIFICAMENTE.

A arte, pelo que já ouvimos, já lemos e já experienciamos, aquela expressão universal da beleza, da sensibilidade, da luz, das core das harmonias celestiais. O artista é aquela pessoa que abre o coração e a mente para refletir e materializar as belezas e as harmonias da natureza, da espiritualidade e do Universo. A música, talvez seja a síntese ou a expressão mais pura das artes. Há muita dificuldade por parte de muita gente para entender ou interpretar ou sentir uma escultura de Michelângelo, muita gente carrega grandes dificuldades de entender, sentir e interpretar quadros, as telas magníficas de um Leonardo da Vinci, entretanto, a música nas suas formas mais sutis, mais diversificadas tem sempre uma linguagem, direta, universal, que toca todos os corações. Observemos, meus filhos, que todos os povos sempre, desde as tribos, todos os grupos sempre se animaram para a dança, para o cântico, para os rituais, para se envolver nas vibrações melodiosas da natureza, da espiritualidade, das estrelas. Arte é expressão sublime da presença de Deus na alma humana. Deve ser a arte, o reflexo da presença de Deus em toda a parte. Deus abençoe os artistas.

– EM MUITOS LOCAIS DESTE PAÍS SE TRABALHA HOJE USANDO OS RECURSOS DA FLORA NA ATIVIDADE DA FITOTERAPIA, DANDO DE GRAÇA O QUE DE GRAÇA TEMOS RECEBIDO. ESSA ATIVIDADE PODERÁ VIR A SER SOLUÇÃO PARA PROBLEMAS ANGUSTIANTES DA DOENÇA EM RELAÇÃO AO SER HUMANO, PRINCIPALMENTE AIDS E CÂNCER?

Sim. Você como pesquisador e estudioso, deve saber claramente que a Aids é uma forma de câncer. O câncer tem várias modalidades, várias manifestações, uma graduação bastante variada. Existem remédios para Aids e Câncer, remédios que aliviam e curam. Esses remédios estão nas florestas, estão nas profundezas dos mares… São medicamentos que ainda não podem ser claramente revelados porque a humanidade está em processo de depuração, em resgate coletivo, de modo que a Aids hoje traz uma função; é como se fosse mesmo o recurso da Providência Divina, uma técnica de impacto para que todos procurem o caminho da dignidade, da paz, da justiça e do amor. Os medicamentos já estão na terra, nos campos, nas florestas, nas águas. Eles serão descobertos na medida em que a humanidade estiver merecendo resolver seus problemas sem consequências maiores. Às vezes acontece surgir um remédio para esse ou aquele mal; solucionou aquele mal, adiante surge um outro mal para o qual não existe remédio; aí o problema continua, ou seja, a dor tem uma função importante no desenvolvimento espiritual das pessoas e da coletividade. A fonte de todos os remédios está na Natureza. A mãe Natureza tem no seu colo e nas suas entranhas, remédio, bálsamo para todas as doenças, mas isso será cada vez mais oferecido e revelado na medida do nosso merecimento. Não se pode também esquecer a lei do mérito, divulgada porAllan Kardec, na Codificação Espírita. Então é assim: as coisas vão acontecendo e vão melhorando na medida em que a humanidade sobe os degraus do progresso e da iluminação espiritual.”

– O ESPIRITISMO E O BRASIL NO SÉCULO XXI?

Já esperávamos uma pergunta desta natureza. O movimento espírita dos homens (falo assim porque também existe o movimento dos Espíritos), o movimento espírita dos homens ainda não despertou verdadeiramente para o trabalho que lhe cabe realizar em favor da iluminação espiritual do planeta. Entretanto, já estão reencarnados grandes Espíritos com missões variadas e específicas, no campo da ciência e da mediunidade. De modo que nós acalentamos a esperança de que nos próximos anos e nas próximas décadas esse panorama se transforme e se ilumine. Jesus continua esperando que os Espíritas assumam definitivamente a responsabilidade de colaborar com um mundo melhor e com uma humanidade mais feliz.”

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 28/06/17, na Rede Espirit Book