Dilma já devia ter saído; o PT está nas garras da Lava Jato e não tem defesa plausível. Portanto, nada de minimizar as safadezas conhecidas. Apenas destacar as imbecilidades e as falcatruas que quase todos os deputados cometem com cinismo e estupidez.

                De Eduardo Cunha a Abel Galinha, passando pelos aproveitadores do mar de lama como muitos que transbordaram indignação, eles debocham do povo com aquele olhar obtuso que caracteriza a politicanalha.

                A votação do impeachment deveria ser respeitável. Mas, pelo menos 90% dos parlamentares aproveitaram a televisão para louvar a Deus, prometer um futuro melhor aos seus filhos e salvar a pátria. Os investigados por corrupção (quase 60% deles) se enrolaram em panos verde e amarelo. Não faltou a acusação de que o PT quer mudar o sexo das criancinhas. A “nação evangélica” alegou ter ouvido a voz do Criador. Houve quem lembrasse o “supremo arquiteto do Universo”. A deputada Raquel Muniz, (PSD), depois de votar “pelos filhos Tiago, David, Gabriel, Mateus, minha neta Júlia, minha mãe Elza” e dizer que “o Brasil tem jeito e o perfeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão”, imaginem só, o próprio, por coincidência, seu marido, foi preso horas depois pela Lava Jato, por fraudar exames de laboratório para favorecer o hospital de que é proprietário. Buona gente!

                A democracia brasileira se faz com a alienação e o rebaixamento da representação popular. O povo que resiste nas beiradas da sociedade é enganado por deputados hipócritas e farsantes. Uma maioria de ignorantes e safados sem vergonha domina o país.

Júlio Chiavenato 
Ribeirão Preto, 19/04/16 
chiavenato@jornalacidade.com.br

Nosso comentário: Parabéns meu caro Chiavenato, só uma pessoa inteligente, sutil, sincera, íntegra, ético e profissional sério, seria capaz de retratar fielmente a palhaçada circense que ontem assentou arraiais pelas bandas do Palácio do Planalto, comandados pelo maestro mor, o ladrão por excelência denominado Eduardo Cunha, porque sequer merece ou justifica a reverência de “senhor”, sem contar os Malufes da vida e o ladrão do Maranhão, a família Sarney… além dos ladrões menos qualificados, que vivem como príncipes de países ricos, em palácios suntuosos, e ao lado, os pés descalços e a população miserável deste imenso país, lutando por uma sobrevivência digna, aqueles que conseguem sobreviver… Não esqueçam que o maestro mor da orquestração do impeachment foi o playboy Aécio Neves, cuja história de vida é de todos conhecida, um mauricinho que nunca fez nada na vida, mas recebe vultuosos cheques salariais, vivendo que nem um nababo, que não conseguiu assimilar a derrota nas urnas e detonou de imediato um bombardeio total contra a presidente eleita, coadjuvado por outros que se intitulam de juízes e fazem justiça pelas suas próprias mãos, insinuando que ninguém está acima da lei, mas cujas declarações insultuosas e sem dignidade, colocam-nos acima da lei, tal como o senhor Gilmar Mendes, por exemplo, e o despreparado senhor Moro. Para mal dos pecados do povo brasileiro, quase todo o mundo aplaudiu essa iniciativa, começando pela hipócrita mídia jornalística brasileira que inflamou os ânimos dos menos preparados e desocupados que não pararam enquanto não conseguiram concretizar os seus intentos. Assim, aqueles que dispuseram de tempo e “saco”, que não é o meu caso, tiveram o privilégio de assistir de camarote ao famoso circo circense do Palácio do Planalto. Ainda se indignam alguns, quando no exterior intitulam esta república de “República das Bananas”. Assim caminha a pobre democracia? Brasileira… Não obstante, só não concordo com o argumento de que a Dilma deveria ter saído já, meu caro Chiavenato. Ela não roubou nem cometeu nenhum crime. Não está escrito na Constituição que um governante deva ser destituído só porque não sabe governar. Por isso é que há eleições para substituir aqueles que não desenvolveram bons governos. Eu sei que esse conceituado jornal não vai publicar estas verdades, pois gosta de publicar hipocrisias e coisas sem qualquer interesse e fundamento. Mas, enquanto não termina a minha assinatura, vou enchendo o meu blog com estas verdades que muitos não conseguem ou não lhes interessa enxergar: www.albertomacorano.com.br

Alberto Maçorano

 

Posts Relacionados