Lindbergh lamentou que, futuro ministro do Supremo, Moraes, durante sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, não tenha se declarado impedido para julgar as ações da Operação Lava Jato

A posse do advogado Alexandre de Moraes como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) representa uma derrota para as investigações em curso na Operação Lava Jato. A crítica à presença do ex-colaborador do presidente de facto, Michel Temer, na pasta da Justiça, é conhecida pela integralidade do Parlamento. Publicamente, todos defendem a ação da Polícia Federal (PF), incluindo aqueles atingidos, frontalmente. Ainda assim, a ampla maioria dos senadores aprovou a indicação de Moraes.

Publicado por CdBem: 27/02/2017Em: Política, Últimas Notícias Nenhum comentário

Nosso comentário: pois é, a novela da corrupção vai-se desenvolvendo, as evidências são gritantes, escandalosas, mas, nem por isso, os atores são impedidos de evidenciar as suas máscaras. Enfim, só no Brasil, um governo legítimo foi destituído por meios legais? (um golpe bem orquestrado) para ser substituído por um bando de corruptos e marginais, a começar pelo comandante Michel Temer. E o engraçado é que nada acontece a esses marginais: a mídia pouco fala, as manifestações horrorosas contra Dilma, PT e Lula sem quaisquer motivos, não se repetem agora com motivos e evidências escancaradas, os internautas, antes apontando as baterias para Dilma, Lula e PT, agora estão quietinhos… 

Até quando o Brasil vai aguentar ser governado por mascarados? Eis a pergunta!

Alberto Maçorano