Um homem tinha várias ambições em sua vida. Queria conseguir muitas coisas, e desejava encontrar uma forma eficiente de abrir seus caminhos. Resolveu procurar uma benzedeira muita conhecida na região. Seu objetivo era descobrir a prece mais eficiente que poderia ser dirigida a Deus.

O homem deslocou-se até o lugar que a benzedeira fazia as suas rezas para ajudar as pessoas. Muitos a procuravam para resolver os mais diversos problemas, desde vida afetiva e profissional até doenças físicas e psíquicas. Existiam vários relatos de curas ministradas por ela. Era uma senhora muito simples, humilde e de muito bom coração, e procurava ajudar a todos que recorressem a ela.
Tão logo chegou ao local de atendimento, entrou numa fila grande e esperou ser atendido. Assim que sua vez chegou, explicou resumidamente a benzedeira a sua situação e pediu que ela lhe ensinasse a prece mais eficiente para se dar bem na vida, assim como para abrir seus caminhos. A benzedeira notou a grande ambição do rapaz e seu afã de encontrar rapidamente uma fórmula religiosa que chamasse a atenção do plano divino. O rapaz perguntou a benzedeira:
– Minha boa senhora, já li muitos livros de oração e me consultei com vários líderes religiosos, mas ainda não encontrei a forma correta de orar e suplicar a Deus, para que Ele me ouça. Por favor, me oriente:
A senhora humilde pensou por um instante e perguntou:
– Em sua vida, quantas vezes você agradeceu o que já tinha, ao invés de apenas pedir e suplicar pelo que você ainda não possuía?
O rapaz ficou surpreso com a pergunta, e resolveu responder a pergunta com toda a sinceridade:
– Nunca… Jamais, em toda a minha vida, eu agradeci a Deus o que tenho e o que sou. Todas as vezes que orei, eu apenas pedi.
A benzedeira olhou para o rapaz com ar de afeição e bondade e disse:
– Então essa é a oração que transmito a você, e uma das mais importantes: a sagrada oração do agradecimento. Toda vez que receber uma graça divina, agradeça a Deus pela dádiva recebida. E caso nada receba, agradeça de qualquer forma pela oportunidade de desenvolvimento a partir da ausência das coisas. Você tem dois braços, duas pernas, enxerga bem, tem um emprego, uma namorada, e sua saúde é boa. Há muitos motivos para agradecer a Deus. A maioria das pessoas só pensa em pedir, pedir e pedir, mas esquecem de valorizar as bençãos já recebidas. Quando uma pessoa dá valor ao que já tem, mesmo que seja pouco, e agradece a Deus, há satisfação, há alegria e há felicidade; uma felicidade natural, e não um gozo efêmero de uma conquista mundana. Portanto, use com fé a sagrada prece do agradecimento, e sua vida vai melhorar sensivelmente.
Fonte: Hugo Lapa

Postado por Ana Maria Teodoro Massuci, em 30/03/17, na Rede Espirit Book.